Sentido da vida

Sentido da vida

Quantos sentidos de vida nós ousamos utilizar?

Amar com fervor!
Gritar com alegria!
Ouvir a solidão do vento!
Cheirar a manhã cristalina!
Olhar o universo e sentir sua dimensão!
É, as coisas passam e memorizadas ficam eternamente coladas na história da humanidade.
Compreender o que somos e para onde vamos, sim!
Somos poetas sonhadores, tecemos realidades infidadas no núcleo atômico dos sonhos.
E quando não, apaixona-se por não querer compartilhar sozinho as maravilhas.
Cria se mundos, e nestes criam formas e ações, personagens de verdade.
O que responder e o que ouvir como resposta?
Quando a distância marca duas vidas!
De um lado um personagem sonhador e de outro o sonho a ser realizado.
Como definir os sentimentos, quando ele rasga os limites da razão.
Quando uma amizade amplia a vontade de viver.
Sabe, nos momentos difícies que passamos, recordamos na memória, em nosso coração, mensagens, personagens que nos marcaram e ainda nos marcam;
Estes personagens que ficam nos fazem refletir sobre muitas questões.
Inclusive sobre o sentido de vida que almejamos para nós.
Você talvez não tenha idéia de quanto és importante para uma pessoa.
E se tens idéia, irá descobrir a imensidão de sua importância.
Quando os meus olhos caem lágrimas e um sentimento de dúvidas chega.
É em você que busco soluções.
O amor aqui cabe de diversas formas. Muito mais do que desejos.
Ele amplia-se tanto que não consigo, sinceramente descrevê-lo.
E tem mais! Não quero desirtir jamais de ficar com você, ter em sua amizade algo que sempre sonhamos e que você sente por mim: fraternidade, solidariedade.
Ninguém jamais arrancará o que sentimos um pelo outro, o respeito mútuo e grandioso.
Peço desculpas pela ousadia de minhas palavras, talvez elas escorreguem nesta linear escrita,
Porém, quero que saiba que são verdadeiras e eternas.
Lembro sempre de seu sorriso e num dia triste ele aparece em meus pensamentos
fazendo que tudo fique calmo.
O mar, as nuvens, as estrelas, a lua e o sol, astros magníficos!
Lembre-se e não se esqueça jamais das palavras que te contemplo.
Dos sorrisos que te joguei e do meu amor que sonhei e que por ti carrego e respeito.
Por tudo isso e mais, quero agradecer-lhe, primeiro: por você existir e segundo: por você ser minha amiga.
Sinto me lisonjeado como o cosmo que quer criar novos horizontes.
Muito obrigado meu Deus! Que as estrelas sempre guia-te para a felicidade.

 

Fonte: Oficina de composição popular CAPS/DQ - Por Alan Roberto Ferreira